COLUNA – DANI SALOMÃO | Pesquisadores vão avaliar políticas para as mulheres no DF

0
70

Fundação de Apoio à Pesquisa lança iniciativa em parceria com a Codeplan e a Secretaria da Mulher.

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) lançou seleção de pesquisadores para o projeto Políticas para Mulheres Baseadas em Evidências no DF, que será implementado pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) em parceria com a Secretaria da Mulher.

Serão concedidas quatro bolsas, que, com duração prevista de 24 meses, podem ser renovadas. O período de inscrições vai até 18 de junho, e os interessados devem enviar suas propostas, até as 23h59 (horário de Brasília) da data final, para o e-mail desafiodf06_2021_01mulher@fap.df.gov.br.

Dúvidas podem ser direcionadas à área técnica pelos e-mails cootec@fap.df.gov.br e sucti@fap.df.gov.br

“A Secretaria da Mulher vai contar com o trabalho de sistematização de dados importantes para nortear as ações e a elaboração de políticas públicas do DF”Ericka Filippelli, secretária da Mulher

Demandas

Chamada 001/2021 faz parte do Programa Desafio DF, ação da FAP-DF que busca soluções, por meio de projetos de pesquisa, para demandas e problemas apresentados pelos órgãos e instituições do Governo do Distrito Federal (GDF). A seleção é regida pelas normas do Edital 06/2021, que estabelece diretrizes gerais de promoção de chamadas públicas para seleção de pesquisadores bolsistas que vão atuar em projetos de instituições de pesquisa do GDF.

O presidente da Codeplan, Jean Lima, ressalta: “A política baseada em evidência é uma ferramenta de gestão que visa fortalecer a política distrital para o enfrentamento das desigualdades de gênero e do combate à violência contra a mulher, [visando ao] fortalecimento da rede pública para a efetivação e inserção das mulheres aos serviços públicos”.

“Contribuir para a formulação de políticas públicas baseadas em evidências voltadas às mulheres da capital federal é um passo importante para a inclusão feminina nas mais diversas áreas da sociedade”Marco Antônio Costa Júnior, diretor-presidente da FAP-DF

A secretária da Mulher, Ericka Filippelli, aposta no potencial desse trabalho de pesquisa e levantamento de evidências para orientar a atuação da pasta. “Essa é uma excelente oportunidade. A Secretaria da Mulher vai contar com o trabalho de sistematização de dados e informações referentes às mulheres da nossa cidade, importantes para nortear as ações e a elaboração de políticas públicas do DF”, afirma.

Investimentos 

O diretor-presidente da FAP-DF, Marco Antônio Costa Júnior, destaca que a atuação em parceria com a Codeplan e com a Secretaria da Mulher nessa iniciativa é mais uma maneira de qualificar a atuação da Fundação e os investimentos do GDF em ciência, tecnologia e inovação (CT&I).

“Essa é uma das missões que o governador Ibaneis Rocha nos deu: fazer com que os investimentos em projetos e ações de CT&I tenham cada vez mais potencial para gerar soluções às demandas não apenas dos órgãos do GDF, mas da população brasiliense. Contribuir para a formulação de políticas públicas baseadas em evidências voltadas às mulheres da capital federal é parte essencial dessa tarefa e um passo importante para a inclusão feminina nas mais diversas áreas da sociedade, bem como para o aprimoramento da prestação de serviços públicos no DF”, pontua o dirigente.

O projeto 

A Secretaria da Mulher busca obter mais evidências científicas para embasar decisões sobre suas ações e políticas. Por isso, acionou a Codeplan para elaboração do projeto de pesquisa. Juntas, a pasta e a companhia solicitaram apoio da FAP-DF para realização do estudo.

O objetivo do projeto de pesquisa é a produção de evidências que possam embasar diagnósticos de várias dimensões da situação das mulheres no Distrito Federal e, consequentemente, a elaboração de melhores políticas. Os resultados também serão usados para identificar pontos na implementação de serviços já existentes que podem ser aperfeiçoados em seus procedimentos.

O projeto de pesquisa seguirá cinco eixos de estudo:

  • Eixo 1: Levantamento, sistematização e análise de dados e informações produzidos pelas diversas secretarias e entidades do GDF sobre mulheres, a serem disponibilizadas no Portal Observatório da Mulher;
  • Eixo 2: Análise das diferentes dinâmicas de uso do tempo entre homens e mulheres no DF;
  • Eixo 3: Análises de desigualdades entre homens e mulheres no DF;
  • Eixo 4: Avaliação de implementação do Sistema Empodera;
  • Eixo 5: Avaliação da implementação de políticas públicas com recorte de gênero no DF.

Parceria 

A chamada para o projeto Políticas para Mulheres Baseadas em Evidências no DF é um dos frutos da parceria entre FAP-DF e Codeplan que se firmou há cerca de dois anos. As instituições celebraram em 2019, um Acordo de Cooperação Técnica para trabalhar no Pesquisas DF, iniciativa voltada à elaboração e execução de projetos de pesquisa científica e de inovação nas áreas econômicas, sociais, demográficas, cartográficas, georreferenciadas, urbanas, ambientais e de avaliação de políticas públicas para o desenvolvimento do Distrito Federal e Região Integrada de Desenvolvimento de Distrito Federal e Entorno (Ride-DF).

Chamada Pública 01/2021 do Edital 06/2021 (Desafio DF) – Seleção de pesquisadores para o Projeto Políticas para Mulheres Baseadas em Evidências no DF

Fonte : Agência Brasília  / FAP-DF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui