Estação de Águas Emendadas recebe aceiros

0
135

Ações preventivas reduzem risco de incêndios florestais durante período de seca no DF.

Como forma de prevenir a ocorrência de incêndios florestais no Distrito Federal, o Instituto Brasília Ambiental e a Secretaria de Meio Ambiente começam a construir, a partir desta segunda-feira (4), aceiros com uso de fogo na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae). A ação faz parte do Plano de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Ppcif) da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), que envolve a atuação conjunta de 25 instituições.

“Quanto menor nosso tempo de resposta, mais eficiente é o controle dos focos”Pedro Paulo Cardoso, diretor de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Brasília Ambiental

“O aceiro com uso de fogo é uma prática comum de prevenção, que retira todo o material combustível em volta da unidade de conservação”, explica o diretor de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Brasília Ambiental, Pedro Paulo Cardoso. “É uma técnica rápida, eficiente e barata, e tem surtido efeito positivo para segurar a maior parte dos incêndios que vêm de fora das unidades.”

Entre as ações para contemplar as 86 unidades de conservação (UCs) do DF, o Brasília Ambiental está contratando 150 brigadistas. “Como os brigadistas estão dentro da unidade, o tempo de resposta deles é mais curto; e, quanto menor nosso tempo de resposta, mais eficiente é o controle dos focos”, detalha Cardoso.

Participam da ação preventiva na Esecae, além do Brasília Ambiental, equipes da Sema, do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Conscientização

Além dos aceiros, a conscientização das comunidades que vivem próximas às UCs é feita ao longo do primeiro semestre por meio de blitze educativas e palestras ministradas palestras em escolas e para produtores rurais.

“A seca já chegou em junho, e é preciso alertar a população para não colocar fogo em lixo ou resto de poda, não usar fogo sem autorização do órgão ambiental competente e comunicar a ocorrência de incêndio florestal”, alerta a coordenadora técnica do Ppcif, Carolina Schubart.

A denúncia pode ser feita para o Corpo de Bombeiros (telefone 193), para o Brasília Ambiental, por meio da Ouvidoria do GDF (no site ou pelo telefone 162), ou para a Polícia Militar Ambiental (61) 99351-5736.

*Com informações do Brasília Ambiental

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui