Presidente Bolsonaro: não aceitamos suborno ou ameaças respondendo a Biden sobre queimadas

0
533

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reagiu a declaração do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, sobre queimadas na Amazônia, afirmando que não aceita “subornos” ou “infundadas ameaças”. O candidato norte-americano disse, nesta terça-feira (29), que poderia organizar US$ 20 bilhões para a Amazônia junto a outros países.

“O que alguns ainda não entenderam é que o Brasil mudou. Hoje, seu Presidente, diferentemente da esquerda, não mais aceita subornos, criminosas demarcações ou infundadas ameaças. NOSSA SOBERANIA É INEGOCIÁVEL”, escreveu Bolsonaro em sua conta do Twitter.

Leia também:

Presídente Jair Bolsonaro diz que novo marco da biodiversidade deve considerar crise.

Futebol/Libertadores: Flamengo recebe Del Valle em jogo com cara de revanche.

Presidente Jair Bolsonaro:  Sancionada a Lei que aumenta pena para maus-tratos a cães e gatos.

ATÉ MEU JUMENTO GANHA DA GLOBO” DIZ SIKÊRA JUNIOR DURANTE ENTREVISTA.

Bolsonaro respondeu ainda que há uma “cobiça de alguns países sobre a Amazônia” e que a “externação por alguém que disputa o comando de seu país sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua”. Por esse motivo, o presidente brasileiro disse que seu governo está “protegendo a Amazônia” em aliança com o atual presidente americano, Trump.

“Meu governo está realizando ações sem precedentes para proteger a Amazônia. Cooperação dos EUA é bem-vinda, inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazônica, tal como tenho conversado com o Presidente Trump”, afirmou.

Bolsonaro publicou a nota, que tem versão em inglês, também no Facebook. “Custo entender, como chefe de Estado que reabriu plenamente a sua diplomacia com os Estados Unidos, depois de décadas de governos hostis, tão desastrosa e gratuita declaração. Lamentável, Sr. Joe Biden, sob todos os aspectos, lamentável”, concluiu.

Fonte: Hayoo!Notícias.