UM ABSURDO: Síndico que ameaçou matar cães com veneno no DF agride dono de animais

0
411

Homem responderá por lesão corporal e ameaça, pois afirmou que repetiria agressões.

O síndico do bloco B da quadra 103 do Sudoeste que ameaçou, em julho, colocar veneno na grama para matar cachorros que passavam pela área verde do prédio agrediu, nessa quinta-feira (8/10), o dono dos cães que foram o centro da polêmica à época. A 3ª DP (Cruzeiro) investiga o caso.

Tanto o agressor quanto o agredido já prestaram depoimento. Conforme explica o delegado Ricardo Viana, o síndico confirmou a agressão. “Ele encontrou o mesmo pessoal e foi para cima do homem. Segundo o autor, a vítima já teria feito ameaças anteriores e, por isso, deu o soco sem nem discutir antes”, explica.

Já pelo lado do dono dos cachorros, a alegação é de que não houve ameaça alguma. “Outras testemunhas foram ouvidas também para confirmarmos as versões, mas, de qualquer forma, o síndico já foi indiciado”, diz Viana.

LEIA MAIS:

Pai batiza o 19º filho de “Chega” e lamenta: “Eles vão morrer de fome”.

OPERAÇÃO POSEIDON: Exercício militar reúne mil homens no Rio de Janeiro.

Além da lesão corporal, que foi confirmada pelo Instituto de Medicina Legal (IML), João Carlos Bruno responderá por ameaça, uma vez que disse que realizaria a agressão novamente.

O caso

Em um vídeo que ganhou as redes sociais em 22 de julho, o síndico discute com mulheres que estavam passeando com os animais de estimação e afirma: “Se vier cachorro aqui, vai morrer”.

Para a reportagem, João Carlos disse que uma mulher andava com as duas cadelas dentro de um parquinho de areia e ele teria lhe pedido para sair do local. Com a recusa, o síndico resolveu fazer a ameaça. “Falei que colocaria, mas só para encher o saco dela. É cheio de criança aqui no prédio, não posso botar veneno”, ressaltou.

Fonte: Metropoles.