CLDF vai divulgar trâmite de projetos em tempo real e zerar gasto de papel

0
422
Casa lançará plataforma digital e a população poderá acompanhar cada passo dos projetos, debate das comissões, emendas e votações.

A tramitação dos projetos na Câmara Legislativa (CLDF) passará a ser transmitida on-line e em tempo real a partir de quinta-feira (19/11). Para digitalizar a produção, a Casa lançará o Processo Legislativo Eletrônico.

Pelo novo site da Câmara, a população poderá acompanhar em tempo real todos projetos apresentados e todas alterações propostas pelos deputados distritais.

Do ponto de vista do presidente da CLDF, deputado Rafael Prudente (MDB), a Câmara precisa estar no mesmo compasso tecnológico do mundo contemporâneo. Neste sentindo, destacou a inauguração do painel de votação.

LEIA MAIS:

Pesquisa: 75% dos entrevistados , consideram a Câmara Legislativa do Distrito Federal   ‘importante’ e ‘muito importante’

Câmara Legislativa inaugura novo portal nesta quinta-feira.

“Precisamos de mais transparência e menos burocracia e deixar mais fácil para as pessoas acompanharem como cada deputado está se portando” afirmou.

A partir de convênio com o Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4), a Casa implantou o Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Junto com assinatura digital, a Casa vinha diminuindo o gasto com papel nos processos.

Após o lançamento da plataforma, a tramitação será 100% digital. Desta forma, a proposta é zerar a despesa com papel. Segundo Prudente, a tecnologia também estará presente nas comissões.

Atualmente a Casa divulga estas informações. Mas a atualização não é em tempo real e o acesso não é direto. A nova plataforma estará disponível no site da CLDF, pela janela “projetos”.

Na palma da mão

Segundo o vice-presidente da Câmara, deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos), o Processo Legislativo Eletrônico vai proporcionar mais agilidade e transparência em todos os atos da Câmara.

“Indo desde a proposição de projetos, apresentação de emendas, relatórios, até os encaminhamentos para que a proposição vire Lei”, explicou Delmasso.

“O cidadão vai conseguir acompanhar tudo o que acontece na Câmara na palma da mão, pelo celular”, resumiu o vice-presidente da Câmara.

Fonte: Metrópole.