DF recebe minicurso de boas práticas ágeis na área de saúde

0
52
Exemplo de aplicação na pasta foi a construção de painéis e indicadores de saúde, oferecendo dinamicidade aos ciclos de projetos.

A tecnologia está cada dia mais ligada ao cotidiano da população. Na área da saúde não é diferente. O uso e o aprimoramento de ferramentas, softwares, tecnologia da informação (TI) e inteligência artificial (IA) também se tornam aliados. Um exemplo foi o minicurso “Boas Práticas Ágeis”, apresentado na segunda-feira (27), na 6ª edição da Feira de Soluções para a Saúde, iniciativa realizada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) junto à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Brasília. O método permite, entre outros pontos, que projetos tenham um ciclo mais dinâmico e possam ser implementados com maior rapidez.