Enxames de abelha nos centros urbanos: Família e seus pest foram atacados no Parque da Cidade

0
503

Durante todo o ano são comuns atendimentos envolvendo ataques de abelhas, porém ressaltamos que é juntamente na estação das flores e no verão que os insetos aumentam consideravelmente em várias regiões.

Por: Eduardo Magregor.

O calor e o desmatamento em setores rurais fazem com que os enxames de abelhas migrem para área urbana em busca de locais mais frescos para construírem suas colmeias, por isso é comum o aumento de incidentes com abelhas nesta época do ano. 

*Imagem meramente ilustrada por: Blog Olhar Digital.

Em Brasília é propício o aumento do número de enxames de abelhas. Em nossa região árvores frutíferas estão espalhadas pelas cidades, o que por ventura acaba chamando muita atenção desses insetos de forma a aumenta a probabilidade de ataques a pessoas ou animais.

Um dos mais recentes casos ocorrido foi no Parque Sarah Kubitscheck (Parque da cidade) estacionamento 6. Na ocasião uma família foi atacada junto aos seus dois cães levando um dos animais a morte com cerca de 200 ferroadas  no focinho segundo informações. O ataque foi realizado por um enxame de abelha migratório segundo os bombeiros que chegaram ao local para socorrer as vítimas dos insetos.

A advogada Luana Lara Vieira, de 38 anos, em fala relatou que o ataque aconteceu logo após ela sair do carro. “Foi muito rápido, minha mãe começou a gritar: ‘tem um enxame aqui’. E já tinham muitas abelhas no corpo. O pelo dos cachorros já estava tomado de abelha. Pensei em entrar no carro, mas ficou cheio também”, conta a advogada.

Emergências: Em caso de emergências, o ideal é ligar imediatamente para o telefone 193.

*Imagem meramente ilustrada por: Blog Olhar Digital.

Orientação a população sobre retirada dos insetos: A população/cidadão não deve tentar retirar abelhas sozinhos pois para isto existe a necessidade de se ter roupas adequadas para esta remoção”.

Pensando na segurança da população o Corpo de Bombeiros Militar recomenda os seguintes cuidados:

  • Caso visualize um enxame de abelhas em seu quintal, jamais tente fazer a remoção por conta própria, se afaste e ligue imediatamente para o telefone de emergência 193;
  • Atenção redobrada com as crianças e os idosos, oriente seus filhos para que não brinque próximo ao enxame e não jogue nenhum objeto nas abelhas;
  • Afaste os animais domésticos do enxame, qualquer barulho que eles façam, poderá irritá-las e desencadear um ataque;
  • Abelhas não gostam de barulho, se for realizar algum trabalho que necessite utilizar máquinas barulhentas ou usar equipamentos motorizados faça uma inspeção cuidadosa do local e tenha certeza de que não exista nenhum enxame próximo;
  • Ao se deparar com um enxame de abelhas em deslocamento, abaixe-se e se perceber que será atacado, corra, preferencialmente em zigue-zague;
  • Caso seja atacado, proteja das picadas o pescoço e o rosto, com a ajuda de uma camiseta ou outra vestimenta;
  • Pessoas comprovadamente alérgicas devem evitar caminhadas em locais próximos a matas;
  • Mantenha a calma, não faça movimentos bruscos perto do enxame, evite bater nas abelhas, lembre-se: As abelhas têm o instinto natural de defender as colméias, e certamente irão atacar caso identifiquem alguma ameaça;
*Imagem meramente ilustrada por: Blog Olhar Digital.

As abelhas convivem em um sistema de extraordinária organização: Em cada colônia existem cerca de 80 mil abelhas, sendo uma única rainha, centenas de zangões e o restante são as operárias. Somente a rainha põe ovos férteis, os zangões são os machos e vivem para fecundar a rainha. As abelhas que possuem ferrão são as fêmeas, porém somente as operárias ferroam, cabe a elas a função de defender a colônia contra qualquer ameaça.

Elas possuem uma função fundamental para o planeta, são elas as responsáveis pela polinização, que é o processo que garante a produção de frutos e sementes e a reprodução de diversas plantas, sendo um dos principais mecanismos de manutenção e promoção da biodiversidade na Terra. A polinização é realizada também por pássaros, vespas, borboletas, entre outros, porém são as abelhas os agentes mais adaptados e eficientes, sendo dessa forma os mais importantes no processo de polinização.

Portanto, diante da comprovada importância desses insetos, a Lei 9605/98 (LEI DOS CRIMES AMBIENTAIS) considera crime ambiental o extermínio de abelhas, a lei em seu artigo 29 traz o seguinte texto:

Art. 29 – Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida: Pena – detenção de seis meses a um ano, e multa.

Seguindo as orientações acima, certamente os incidentes com abelhas diminuirão. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal atende a população 24h por dia e deve ser acionado em casos de emergência através do telefone 193.

Fonte: Blog Olhar Digital.