Ibaneis diz que DF está preparado para possível segunda onda de covid-19

0
434
Ao avaliar perspectivas para 2021, governador defendeu prioridade nos projetos de concessões do metrô e da Rodoviária do Plano Piloto.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse, ontem quarta-feira (18/11), que o Distrito Federal está preparado para uma possível segunda onda de covid-19. Segundo o emedebista, caso ela ocorra, medidas como o fechamento do comércio não serão adotadas. Durante encontro do Grupo de Líderes Empresariais (Lide) do DF, Ibaneis ainda afirmou que as concessões serão prioridades em 2021.

“Hoje, existe toda uma preparação que não era possível naquele momento porque era uma surpresa. Então, isso nos dá uma tranquilidade de que nós não teremos, só se for um caso muito extremo, que novamente praticar os atos que nós praticamos, como o fechamento do comércio do DF”, prometeu.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: veja as vacinas mais avançadas e as que podem chegar primeiro ao Brasil.

Segundo o governador, as decisões mais rígidas tomadas no início da pandemia se deram “por incompetência do Estado”. “O Distrito Federal não tinha capacidade de atender a população, caso o número se elevasse. Hoje, caso venha uma segunda onda, nós temos toda a capacidade de atendimento”, concluiu.

Na avaliação de Ibaneis, apesar dos impactos da pandemia, o ano de 2021 “tem tudo para ser melhor”. O governador aposta nos projetos de concessões do metrô e da Rodoviária do Plano Piloto para garantir investimento em áreas prioritárias como saúde e educação.

“Precisamos de infraestrutura que ajude a cidade, precisamos diminuir os problemas de mobilidade, precisamos melhorar nossa rede hospitalar, precisamos melhorar as nossas escolas, precisamos investir naquilo que a população precisa e ainda temos que cuidar do social, que é muito importante. Vamos ter condições de fazer tudo isso porque vamos tirar um Estado que paga as contas para um Estado que terá alguma coisa”, defendeu.

As afirmações foram feitas diante de uma plateia de empresários da cidade. Ibaneis também fez um balanço das ações do governo durante 2020 e disse que o governo “não deixou a cidade parar”.

“Nós temos uma visão que 2021 vai ser o dobro daquilo que a gente previa para 2020. Nós temos inúmeras licitações em andamento na área de governo. E para vocês terem uma ideia do trabalho que foi realizado, nós estamos com a maior obra de engenharia sendo construída, que é o túnel de Taguatinga. Nós conseguimos tirar quase tudo do papel. Conseguimos liberar o viaduto do Recanto da Emas, estamos em via de liberação do viaduto do Riacho Fundo”

Fonte: Correio Brasiliense.