Mais um caso de violência contra a mulher no DF. “Vítima tem apenas 24 anos”.

0
503
O autor, após uma discussão banal, agrediu sua companheira, com quem convivia havia nove anos.

Policiais da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) prenderam em flagrante, na noite desse sábado (3/10), um homem de 28 anos pelos crimes de violência doméstica, injúria e ameaça. Os fatos teriam sido praticados durante a comemoração do aniversário de três anos de uma sobrinha do casal.

Segundo a PCDF, o autor, após uma discussão banal, agrediu a companheira, com quem convivia havia nove anos e teve dois filhos. Durante a discussão, ocorrida em um dos quartos da casa, o homem, após xingar e ameaçar a vítima de morte, a jogou na cama e desferiu diversos tapas em seu rosto, causando-lhe lesões na boca, ombro e pescoço.

VEJAM TAMBÉM:

Ex-namorado enfurecido sequestra, agride e joga gasolina na ex-namorada no Lago Norte

Ao ouvir os gritos de socorro da vítima, os familiares foram até o quarto e conseguiram conter o agressor. A vítima, uma jovem de 24 anos, relatou ainda que, há cerca de cinco meses, o comportamento do autor se alterou, tendo ele passado a ingerir maior quantidade de bebidas alcoólicas e ficado mais agressivo. Nesse período, ele teria agredido a vítima moral e fisicamente em outras sete oportunidades.

Após separarem a briga, os familiares da vítima a levaram para a delegacia. O autor os seguiu até a DP e tentou impedir que a vítima denunciasse.

irmão da vítima pediu socorro aos policiais de plantão, os quais perceberam a ação intimidatória do autor e o afastaram do local. Após muita relutância, a vítima conseguiu tomar coragem para sair do veículo e informar os fatos ao delegado de plantão.

A jovem informou que não registrou ocorrência contra o autor anteriormente por acreditar que ele poderia mudar e deixar de lhe agredir, tendo ainda alegado que não contou sobre os fatos aos seus familiares por medo de causar uma confusão entre seu companheiro e os parentes.

Com muito medo da reação do autor, a vítima contou ao delegado o drama que estava vivendo e relatou as agressões sofridas. Disse temer que o registro da ocorrência policial não iria dar em nada e que o autor poderia querer se vingar.

Após o relato e da oitiva das testemunhas, o autor acabou preso pelos crimes de violência doméstica, lesão e injúria.

Foi imposta fiança no valor de R$ 2 mil, a qual não foi paga. O autor foi recolhido à carceragem e está sujeito a uma pena de até quatro anos de prisão.

Fonte: Metropoles.