segunda-feira, junho 24, 2024
Banner publicidade
0
876

Bolsonaro avalia nomes para lugar de Mandetta, que será demitido.

Nomes mais cotados são a da cardiologista Ludhmila Hajjar, e do presidente do Conselho do Hospital Israelita Albert Einstein, Claudio Lottenberg. Já a médica Nise Yamaguchi e o deputado federal Osmar Terra teriam sido descartados por não terem respaldo da classe médica.

Jair Bolsonaro deu início à movimentação visando substituir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que vem criticando publicamente a defesa feita por ele pelo fim do isolamento social para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Segundo reportagem do jornal O Globo, os nomes mais cotados são a da cardiologista e pesquisadora Ludhmila Hajjar, que também é diretora de Ciência e Inovação da Sociedade Brasileira de Cardiologia, e o presidente do Conselho do Hospital Israelita Albert Einstein, Claudio Lottenberg. Lottenberg e Hajjar, contudo, negam terem sido convidados por Bolsonaro para o cargo.

Ainda conforme a reportagem, o nome da médica Nise Yamaguchi, que assim como Bolsonaro defende o uso do medicamento cloroquina no tratamento de pacientes infectados pela covid-19, e o do deputado federal e ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra, teriam sido descartados por não encontrarem apoio junto à classe médica.

Osmar Terra, que vinha sendo ventilado como um dos principais nomes para substituir Mandetta, perdeu apoio entre os auxiliares de Bolsonaro após uma conversa que ele manteve com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, vazar para a imprensa. Devido ao teor da conversa, onde Terra e Onyx discutem a saída de Mandetta, a avaliação é que uma eventual indicação do parlamentar acabe por reforçar uma conspiração do Planalto para forçar a saída de Mandetta.

Já Nise Yamaguchi vem sendo criticada – inclusive pela classe médica – devido à sua defesa pelo uso do medicamento cloroquina e seus derivados no tratamento da covid-q19, apesar de não existirem estudos científicos que comprovem a eficácia da droga.

Enquanto a eventual saída de Mandetta não se confirma, Bolsonaro teria sido orientado por assessores a fazer um “uso consciente” de suas saídas do Palácio do Planalto para defender o retorno da população ao trabalho, como o uso de máscaras de proteção.

Informações: Brasil 247

Artigo anterior
Próximo artigo
Eduardo Magregor
Criado por Eduardo Magregor jornalista, escritor, desenvolvedor de leis e projetos. O OLHAR DIGITAL- Blog digital popular é um veículo de informação sociocultural que esta ingressado no segmento de comunicação para fazer a diferença! O blog reuni com exatidão conteúdos de cunho suscetível, destinado a comunicar ou notícia com seriedade assuntos adjuntos ao nosso Governo no que se desfere em melhorias e benefícios. Dentre o proferido incluem-se matérias especiais, entrevistas e artigos das maiores autoridades, cases de empresas inovadoras, em suma, ter como finalidade levar ao conhecimento do público a expressão fiel dos fatos e a soma do bem atribuído à nossa sociedade.