Golpistas usam documentos de advogado do estado de São Paulo para praticar crimes pela internet

0
826

Os Criminosos buscam utilizar números de documentos e fotos das vítimas.

Em meados de novembro/19, Lindomar Junior, advogado com atuação na cidade de São Paulo, anunciou um veículo para venda no site OLX. Após alguns dias, um interessado que se identificou com nome falso, se fazendo chamar por ” Dr. Sidnei ”  afirmando ser advogado e que tinha interesse na compra do veículo anunciado.

Como aconteceu?

O fraudador solicitou informações para efetuar tal compra como fotos, vídeos, tudo isto sendo elaborado pela rede social WhatsApp. Fazendo se passar por advogado dando mais segurança a vítima, ele envia cópia do seu documento contendo o número da inscrição da OAB  induzindo a vitima a fazer o mesmo junto a outros documentos.

*Imagem meramente ilustrada.
O descobrir do Golpe.

No mesmo instante, desconfiando do suposto número de inscrição da Ordem dos advogados do Brasil- OAB enviada a título de confiança para fazer o negócio, foi descoberto que naquele instante o mesmo número para ser fazer real, o dono deveria ter aproximadamente 120 anos de idade.

Quando o desespero bate.
Ao descobrir a fraude imediatamente foi apagado os envios das fotos do veículo, números dos documentos enviados e todos os outros assuntos contidos na conversa via aplicativo.

Após tal episódio, ocorrido em meados de novembro, até o presente momento, aproximadamente 20 pessoas fizeram contato relatando fatos em que o golpista utiliza de seus documentos pessoais, se passando por Lindomar, se identificando também como sendo advogado e tentando aplicar golpes.

No que consiste o golpe?

O mesmo consiste em fazer anúncios falsos, intermediando compras e vendas de veículos entre vendedores e compradores, solicitando o pagamento na conta bancária de terceiros, utilizando de centenas de artifícios para ludibriar pessoas.

A decorrência do caso continua.
Em janeiro de 2020, a terceira ligação de outra vítima surgiu informando o uso indevido de seus documentos.
O advogado registrou ocorrência no 66ª DP da Capital Paulista. Sendo ele tão vítima das circunstâncias quanto as outras pessoas.

Hoje ele teme por um eventual processo criminal ou até mesmo a prisão injustificada em razão do uso indevido de seus documentos pela quadrilha.

Algumas dicas para evitar golpes.

É de suma importância redobrar os cuidados. Para reduzir os riscos de ser vítima de golpistas.

  1. Evitar negociações via WhatsApp, sempre confirmando pessoalmente o número da conta do vendedor e, se possível, exigir que o mesmo repasse o número da conta em manuscrito, para que seja realizado exame grafotécnico se necessário;
  2. Exigir conta bancária para transferência do valor em nome da pessoa em que o veículo tiver registrado;
  3. Desconfiar de qualquer TED ou outros comprovantes de depósitos, confirmando pessoalmente com seu gerente se o dinheiro realmente caiu na conta;
  4. Desconfiar de qualquer negociação em que outra pessoa que não seja a verdadeira compradora do veículo e de quando o comprador insinuar que vai mandar um funcionário ou amigo vistoriar o veículo e autorizar a transferência.
*Informações: Cedidas a Equipe Blog Olhar Digital Por: Priscila Palácio dos Santos/SP.